Meu perfil
BRASIL, Nordeste, CANINDE, CENTRO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Música, Cinema e vídeo
MSN -




Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Pesquisa em História




Blog de clertoalves
 


Resumo Histórico de Canindé - uma cidade Romeira

Basílica de São Francisco das Chagas

Basílica de São Francisco - símbolo religioso da cidade

Canindé é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado na microrregião do Canindé, mesorregião do Norte Cearense. É a cidade na qual ainda se festeja uma das mais antigas festas religiosas do Brasil: a Festa de São Francisco das Chagas.

Toponímia

A palavra Canindé vem do tupi-guarani kanindé, e tem várias significações:

  • a tribo de índios missionados e que, primitivamente, habitam as margens dos rios Banabuiú e Quixeramobim;
  • uma grande tribo de Tarairius, que vivia na região central do Ceará pelo sertões de Quixadá, Canindé e Alto Banabuiú, Quixeramobim;
  • segundo Paulino Nogueira: uma espécie de arara de plumagem amarela, chamada guacamaio ou um psitacídeo (Arararaúna).

Sua denominação original era São Francisco das Chagas do Canindé e, desde 1914, Canindé.

História

A região das nascentes e margens do rio Curu e seus afluentes, bem como do os afluentes do Choró, era habitada por índios de origen Tapuia: Jenipapo, Kanyndé. A partir do século XVII, os portugueses começaram a ocupar estas terras, via o sistema de sesmarias, para a criação de gado e a lavoura no ciclo econômico de carne de sol e charque.

Em 1775, o sargento-mor português, Francisco Xavier de Medeiros, estabeleceu-se às margens do Rio Canindé, e logo depois iniciou a construção de uma capela em honra a São Francisco das Chagas, que é o marco histórico e religioso de Canindé.

Esta capela ficou pronta em 1796, depois de disputas jurídicas e paralisações devido a Seca dos Três Setes (1777) e também a seca de 1793. A primeira imagem de São Francisco, que veio de Portugal, é mais conhecida como São Francisquinho.

Geografia

Clima

Tropical quente semi-árido com chuvas concentradas de fevereiro a abril. A precipitação pluviométrica média anual é 756 mm. Temperatura máxima de 32 °C e mínima de 24 °C (médias)

Hidrografia e recursos hídricos

As principais fontes de água fazem parte da bacia do rio Curu e Metropolitana, sendo os princiapis afluentes os rios: Canindé, Curu, Choró, Salão, Batoque, Cangati, Juriti; os riachos: dos Grossos, das Furnas, da Conceição e outros tantos. Existem ainda diversos açudes, dentre eles: Ipueira da Vaca, Logradouro II, Salão, São Mateus, Caracas, Sousa e Barra Cacão (todos da Bacia do rio Curu). No momento, está sendo construído o Açude Escuridão. 1 Adutora (Adutora Canindé) e 220 poços.

 Relevo e solos

Solos:Não-cálcico (55,14%), litólicos,planossolo solódico (12,52%) e podzóiico vermelho-amarelo (4.04%).

Subdivisões

O município é dividido em dez distritos: Canindé (sede), Bonito, Caiçara, Capitão Pedro Sampaio, Esperança, Iguaçu, Ipueiras dos Gomes, Monte Alegre, Salitre e Targinos.

Economia

Em seu território, foram encontradas ocorrência de jazidas de berilo (empregado como pedra semipreciosa nas indústrias de equipamentos espaciais e usinas atômicas); calcário (encontrado em forma cristalina), cianita (utilizado na fabricação de porcelana); espodumênio (que é uma das fontes do lítio); grafita granada, lepidolita (que é fonte de obtenção do lítio), moscovita (mica-branca), quartzo, quartzo-róseo, ametista (que é uma variedade do quartzo), feldspato (usado na fabricação de porcelana e cerâmica branca) e rutilo.

Outra importante fonte de renda é o turismo religioso.

Cultura

O principal evento cultural é a festa do padroeiro: São Francisco das Chagas -, popularmente conhecida como a Romaria de Canindé. Uma das festas religiosas mais antigas do estado de Ceará.

Um grande evento religioso na qual Canindé recebe todos os anos cerca de 2,5 milhões de romeiros franciscanos de todo o país, sendo a cidade com a maior romaria franciscana da América Latina. Ainda hoje é conduzida solenemente a imagem grande de São Francisco, mais conhecida como São Francisquinho, na tradicional procissão do dia 4 de outubro, durante a Festa de São Francisco das Chagas. A cidade possui também a maior estátua de São Francisco de Assis do mundo, que mede 30,25 m de altura.

Outro importante evento acontece em janeiro, quando Canindé recebe vários turistas de todo o Ceará para o tradicional baile do Hawaí (Hawaí Folia). Uma espécie de carnaval fora de época, que sacode toda a cidade e região. Outras festas são a Festa das Flores, a Festa do Coco, o Carnaval da Saudade e a Festa do Município, esta última celebrada anualmente no dia 29 de julho, data de fundação da cidade.

O teatro também faz parte da cultura local. Todos os anos acontece o espetáculo "Francisco: O homem que se tornou santo" - maior espetáculo teatral ao ar livre do Ceará. Conta com cerca de 300 pessoas, entre atores, figurantes e técnicos, que se dividem no palco para contar a história de seu padroeiro. O jovem Francisco Bernardone é representado pelo o ator canindeense Jucélio Nell. O espetáculo fica em cartaz todos os anos nos finais de semana de setembro e outubro.

Esporte

Sem representantes nas divisões do Campeonato Cearense de Futebol, Canindé possui apenas uma liga amadora de futebol e o Estádio Frei Teodoro, usado em algumas partidas. Clubes conhecidos da cidade são o Fluminense Futebol Clube (bairro Santa Luzia), a Associação Desportiva Santa Cruz e o América Futebol Clube (bairro Alto Guaramiranga), e o Maguari.

No futsal, a cidade destaca clubes como o Cruzada/Canindé e o Educandário Sagrada Família. Anualmente, acontecem o Torneio dos Bairros e o Torneio Intermunicipal, ambos de futebol de salão. Quadras colegiais e, principalmente a quadra do CSU (Centro Social Urbano) de Canindé, são utilizados em diversos eventos poliesportivos.



Escrito por clertoalves às 21h22
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]